top of page

Impactos da globalização e a reestruturação produtiva ao meio ambiente.


A globalização e a reestruturação produtiva

A reestruturação produtiva é um amplo processo de mudanças ocorridas nas empresas, principalmente na organização do trabalho industrial mediante a introdução de inovações tecnológicas, organizacionais e de gestão, com o objetivo de alcançar uma organização do trabalho integrada e flexível, já a globalização por sua vez é um fenômeno resultante do processo de integração dos aspectos econômicos, políticos e sociais em nível mundial. A associação da globalização e reestruturação produtiva implicam em impactos significativos ao meio ambiente, visto que, existem fatores atrelados a formas não sustentáveis, no que tange a evolução desses sistemas.



Globalização, reestruturação produtiva e o meio ambiente

A evolução econômica e industrial, são desencadeadores do desequilíbrio ecológico com efeitos consideráveis, como as alterações climáticas, poluição dos oceanos, extinção de espécies, diminuição das florestas tropicais e da biodiversidade como um todo. O crescimento da economia, impulsionado pela globalização, requer o fortalecimento de políticas públicas com o objetivo de garantir o desenvolvimento sustentável. É necessário encontrar uma articulação específica entre produção, capital e proteção ao meio ambiente, dentro desse contexto de mudança acelerada, como a implementação de estratégias que promovam a eficiência no uso dos recursos naturais, a adoção de energias renováveis e a redução das emissões de carbono.


Ações necessárias para conciliação dos sistemas

É fundamental promover a conscientização e a educação sobre os impactos ambientais provocados pela globalização e reestruturação produtiva e assim, contribuir para uma mudança, que transforme a cultura atual em uma cultura que vise discutir e problematizar esses impactos, visto que a conscientização e a educação ambiental desempenham um papel fundamental na mudança de comportamentos e na adoção de estilos de vida mais sustentáveis.

É necessário adotar abordagens que promovam a sustentabilidade ambiental, isto é, promover a implementação de políticas e regulamentações que estimulem práticas sustentáveis nas atividades econômicas, como a adoção de tecnologias limpas, a gestão adequada de resíduos e a promoção da economia circular. O intuito é obter soluções que harmonizem o crescimento econômico, a produção e a expansão desses sistemas com a proteção do meio ambiente. Além disso, é importante envolver todos os atores relevantes, desde governos e empresas até organizações não governamentais e comunidades locais, para que possam colaborar de forma conjunta na busca por um futuro mais sustentável.





Referencial bibliográfico:


Fonte: USP


Fonte: Artigo "Globalização e reestruturação produtiva: o Fordismo e/ou Japonismo"


Fonte: Sebrae


Fonte: Artigo "OS IMPACTOS DA REESTRUTUTRAÇÃO PRODUTIVA SOBRE AS QUESTÕES SÓCIO- AMBIENTAIS: O que queremos dizer quando falamos em Desenvolvimento Sustentável?"



18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page